A quarentena e os impactos na saúde emocional

Home / A quarentena e os impactos na saúde emocional

A quarentena e os impactos na saúde emocional

 

Estamos em meio a uma situação completamente atípica para todos. A pandemia por COVID-19 nos obrigou, por segurança, a mudar nossa rotina e hoje vivenciamos o vínculo com as pessoas de maneira distante. Muitos precisaram abrir mão do trabalho e já registramos impactos financeiros importantes. Além disso, ficamos bastante tempo dentro de casa e todo este cenário, inevitavelmente, traz o desequilíbrio ao nosso bem estar psicológico.

 

Parece que o confinamento nos convida à revisão, onde muitas perguntas e sentimentos nos sondam e conflitos interpessoais com os mais próximos se intensificam, aumentando os quadros de ansiedade e fazendo com que o medo e a sensação de falta de controle pareçam, mais do que nunca, reais.

 

E o autoconhecimento? O mundo precisou parar! A intensidade da realidade atual, permeada com tantos questionamentos, traz um cenário extremamente fértil para avançarmos para dentro de nós mesmos. Então, que tal prestar mais atenção nas próprias reações e, a partir disso, tecer reflexões acerca das nossas maiores fragilidades e potencialidades? Como foi seu cuidado até aqui com a sua saúde emocional? Saiba que são nos períodos de crise que colocamos à prova a nossa estrutura e conseguimos ter dimensão de como ela está. Mas, ainda que o cuidado não tenha ocorrido como deveria, sempre é tempo de fazê-lo.  

 

Aproveite esta fase para se aprofundar em alguns questionamentos e ideias que possam agregar:

 

Ausência de controle: É uma ilusão acreditar que temos controle dos acontecimentos e permanecer nesta ideia causa um intenso sofrimento. Pare para pensar no que, de fato, está ao seu alcance e, a partir disso, aja! Diante do que você não consegue dominar, descanse! É inútil sofrer com a imprevisibilidade inerente a condição de existir. Espere o percurso natural dos acontecimentos e esteja ativo, em toda caminhada.

 

Ansiedade: A ideia anterior referente à falta de controle pode estar ligada a ansiedade. A expectativa diante do desconhecido é esperada, mas a forma como vamos lidar com isso é uma escolha. Procure centrar sua energia no ‘aqui e agora’ e viva um dia de cada vez.

 

Medo: Apesar de tão natural, o medo causa grandes problemas quando não enfrentado. Entre em contato com o que te aflige. Não fuja! Este contato pode te dar uma dimensão real do que se sente e, a partir disso, as ações para enfrentamento, com toda certeza, irão surgir.

 

Que a pandemia não nos tire a coragem de viver ativamente. Que o caos não nos desorganize a ponto de não haver mais esperança. Pelo contrário, nada é eterno! Tudo isso vai passar e certamente, sairemos muito mais fortes e amadurecidos.

 

Que esta crise reorganize as nossas prioridades, os nossos desejos, os relacionamentos, o autoconhecimento e os nossos sonhos!

 

Aline Morais Duque – Psicóloga e Supervisora do Serviço de Psicologia do Hospital Regional do Vale do Paraíba.

(12) 3634-2000

Hospital Regional do Vale do Paraíba - ©2020 - Todos os Direitos Reservados